Confira a entrevista do Gregg para a The Laterals em colaboração com a August Man Malysia:

Shirt by HUGO by HUGO BOSS

 

O ator inglês, Gregg Sulkin, mais conhecido pelo seu papel como Liam Booker na série de sucesso da MTV “Faking It”, estava primeiro a caminho de ser tornar um jogador de futebol profissional. Contudo, não existe tal coisa como acidentes – é um destino mal nomeado, quando um severo machucado de futebol o deixou fora da área por um bom ano, Gregg Sulkin teve que achar uma nova saída para se expressar e liberar sua energia interior. E então sua história começou, de um menino de Londres que foi criado para jogar futebol e viver uma vida normal, para uma estrela na indústria de atuação, viajando o mundo.

Com seu charme e sua vibração de independência, Gregg Sulkin se tornou um dos atores mais visíveis do momento. Crescendo em Londres, ele se considerava um menino inglês normal fanático pelo Arsenal que tinha um sonho de se tornar jogador profissional de futebol. “Futebol era minha vida; Eu nunca tinha pensado sobre ser ator”, ele admite timidamente. Mas a vida teve outros planos para o jovem Sulkin; quando o doutor o informou que ele iria precisar parar de jogar futebol por um ano e meio após um ferimento no joelho, ele descobriu a atuação. “Eu me apaixonei quando percebi o quão incrível, difícil e interessante era,” ele diz e assim segue a sua obsessão por ser um ator de alto nível.

Aos treze anos, jovem Sulkin já tinha estrelado junto com o talentoso English Rose, Helena Bonham Carter, em Sixty Six e também com o ator americano, Billy Campbell, em um piloto da FOX. Sua carreira começou quando ele aterrissou em um papel de uma das séries da Disney Channel. Chegar a Los Angeles aos dezessete anos sozinho, ele lentamente trilhou seu caminho na indústria aparecendo em séries populares como “Pretty Little Liars” e “Melissa e Joey”. Além disso, esse ambicioso jovem ator também conseguiu papéis em vários filmes como “Affluenza”, “White Frog” e o novo terror de ação “Anti-Social”. Ainda no meio de aperfeiçoar seu sotaque americano e se adaptar à cultura americana, Gregg Sulkin é definitivamente um jovem talentoso de se olhar.

 

Coat by VINCE, Shirt by MARC by MARC JACOBS

 

Sweater by ARMANI COLLEZIONI

 

Entrevistador: Até a data, de ter sido entrevistado por inúmeras revistas e talk shows. O que podemos esperar de você nessa entrevista?

Gregg Sulkin: Nunca me fizeram essa pergunta! Você vai ter a honestidade, sarcasmo britânico e esperamos ter um par de risadas durante a leitura.

E: Qual foi o ponto de virada da sua vida?

GS: Eu estive trabalhando por 10 anos agora, mas eu sinto como se só tivesse começado. Navegando novas águas de papéis mais adultos têm sido desafios divertidos para mim. Eu não acho que alcancei um ponto de virada ainda, mas se eu tivesse que escolher um eu diria me mudar para os Estados Unidos que foi um dos momentos mais importantes da minha carreira. Eu vim para fazer um episódio de uma série da Disney Channel que se tornou meu papel por três anos. Foi uma grande espécie de campo de treinamento para mim sobre como sitcoms e séries da rede operam. Por ser um show tão bem sucedido e bem escrito foi uma grande oportunidade, e que eu sempre serei grato.

E: Como você se envolveu em “Faking It”?

GS: Eu na verdade fui oferecido outro roteiro de outro show na exata mesma época que a oferta de “Faking It” veio. Foi uma decisão difícil. O outro programa era para ser gravado em Londres e eu estaria trabalhando com os produtores de “One Tree Hill” (o qual eu tenho um enorme respeito). A outra opção era ficar em LA e fazer um programa para a MTV. Eu escolhi “Faking It” por numerosas razões; mas principalmente por causa da mensagem que transmitia – ser aceito por outros não importa o tamanho, raça, orientação social etc. Eu senti que nossa geração precisava de algo como aquilo. A distância também era de 10 minutos da minha casa nova, de modo que pode ter tido um pequeno impacto sobre a minha decisão.

 

Coat by VINCE, Shirt by MARC by MARC JACOBS, Jeans by GUESS, Boots by COLE HAAN.

 

E: Qual foi a cena mais estranha que você já teve que fazer em “Faking It”?

GS: Threesomes, descobrir sua sexualidade, ir em encontros como um adolescente – existem um monte de coisas que poderiam se tornar estranhas. Mas todas essas histórias no show, não importa o quão ultrajantes, são bem reais e honestas. Essas são uma das coisas que me atraíram para o roteiro, não era muito exagerado, ele foi escrito para ser muito relacionável. De acordo com o passar das filmagens, eu estou sempre sem camisa então nada mais é estranho!

E: O trailer mais recente de “Anti-Social” saiu e eu tenho que dizer que foi bastante liberador. Você acha que pode nos dizer o que esperar?

GS: SIM! É corajoso, nervoso e seu enredo é muito atual no momento. Crimes em Londres, é um problema grave e me atinge desde que a casa dos meus pais foi recentemente arrombada. Espere um monte de drama alta intensidade, policias/perseguições de carro, e assaltos a bancos. Foi um passo completo fora da minha zona de conforto.

E: Como você se preparou para esse papel?

GS: Eu realmente tive que escavar profundamente e ir a lugares que eu nunca tinha ido pessoalmente antes. Eu sai com vários amigos do elenco que cresceram nesse tipo de vizinhança esperando que eu pudesse aprender algo deles. Usei um sotaque mais áspero e comprometido com o papel. Meu pai e minha mãe cresceram sem dinheiro no East End de Londres, então eu já ouvi histórias durante os anos de dificuldades de pobreza e como tempos desesperados as vezes chamam por medidas desesperadas.

 

Coat by VINCE, Shirt by MARC by MARC JACOBS.

greggsulkin6.jpg

 

E: Qual foi sua experiência favorita enquanto filmava para “Anti-Social”?

GS: Fazer coisas ilegais que eu não sou permitido de fazer na vida real! HAHA! Aprender a grafitar foi uma explosão (meu personagem é um artista de graffiti) e também criar toda essa amizade entre colegas de elenco foi bom. Eu tenho amigos agora que sempre irão me apoiar.

E: Você tem um relação de amor e ódio com a atuação?

GS: Na maior parte do tempo é amor. Pular em um novo projeto, trazer novos personagens a vida e me desafiar são coisas que eu amo muito de fazer. É tudo o mais que vai junto com a indústria que nem sempre é tão agradável. Além disso, eu odeio o fato de que eu não posso comer chocolate e bolo sempre que eu quiser!

E: Qual é sua meta final de sua carreira?

GS: No final do dia, a coisa mais importante que eu tiro da minha carreira é ser capaz de cuidar da minha família no futuro. Se eu quero que meus filmes sejam bons? Sim, claro. Se eu quero ser como Liam Neeson e fazer minha própria versão de “Taken”? 100%. Mas minha meta diretamente não inclui fazer projetos que me ajudarão a ganhar prêmios. Eu só quero fazer um bom trabalho, escolher bons projetos e trabalhar por um bom tempo na indústria.

 

Suit by THEORY, Shirt by CALVIN KLEIN COLLECTION.

Suit by MARC by MARC JACOBS, Shirt by RALPH LAUREN DENIM.

 

E: Nos diga alguma coisa sobre você que talvez surpreenda as pessoas?

GS: Sou muito caseiro, no final do dia minha família é a minha primeira prioridade. Por seu um inglês eu realmente não me importo com chá. Eu mordo minhas unhas. Sou extremamente competitivo e eu juro um pouco demais enquanto assisto futebol. Ah, e sou viciado em biscoitos de chocolate.

E: Você trabalhou com um grande número de grandes nomes na indústria, mas o que você diria que foi um dos grandes momentos que levou sua carreira para o próximo nível?

GS: Meu primeiro projeto com Helena Bonham Carter foi memorável. Eu aprendi com ela o que significava ser um grande nome, mas também como tratar os outros com respeito e sempre ser humilde. Eu também fiz um piloto da FOX estrelando ao lado de Billy Campbell. Aprendi com ele muitos pequenos truques do comércio, mas não posso revelá-los ;) Mas eu também aprendi observando atores egoístas e egocêntricos que pensavam que eram um presente de Deus para a indústria – me ensinaram o que NÃO fazer se eu estivesse na posição que eu estou agora.

E: Existe alguém em particular que você gostaria de trabalhar num futuro próximo?

GS: Daniel Craig, DiCaprio e Clooney. Ah, e Margot Robbie…por razões óbvias.

E: Além de atuar existe algo em particular que você sempre gostou de fazer?

GS: Eu sempre quis ser um jogador de futebol. Eu estava na verdade no caminho, eu joguei para os times Queens Park Rangers e West Ham United, mas fui ferido. Eu precisava de algo para concentrar minha atenção e me apaixonei por atuação.

E: O que nós podemos esperar de você nesse ano de 2015?

GS: Bom, espero não me ver no TMZ por causa de uma briga de bar ou por ser expulso de uma boate! Para o registro, eu normalmente tento evitar esses tipos de situação. Mas eu estou bem animado para os meus fãs assistirem “Anti-Social” e também para os novos episódios de “Faking It” que serão lançados em breve.

 

Shirt by MARC by MARC JACOBS, Jeans by G-STAR RAW.

Fonte: The Laterals

CATEGORIA(S): GSBr

ATUALIZAÇÕES DA GALERIA!

O Gregg Sulkin Brasil é um fã-site oficial, administrado por fãs do ator Gregg Sulkin. Nosso objetivo é atualizar e entreter os fãs. Todas as imagens que aparecem no site são reproduções de outros sites e não reivindicamos nenhum crédito, a não ser que especificado.

PARCEIROS

Riverdale Brasil

PARCEIROS

Bob Morley Brasil

PARCEIROS

Portal Faking It Brasil

PARCEIROS

David Henrie Brasil

PARCEIROS

Emma Roberts Brasil

PARCEIROS

Sense8 Brasil
VISITE:

Sense8 Brasil

PARCEIROS

Vanessa Hudgens Brasil

PARCEIROS

Dylan O'Brien Brasil

PARCEIROS

Britt Robertson Brasil

PARCEIROS

Colin O'Donoghue Brasil

PARCEIROS

Tyler Hoechlin Brasil