Gregg postou em seu Instagram uma foto com o script da série “Young & Hungry” da qual ele fará uma PARTICIPAÇÃO em apenas UM episódio. Sulkin será  Rick e ele aparecerá no 4×06 “Young & Assistant” 

Excited to jump on board! @youngandhungryseries

Uma foto publicada por Gregg Sulkin (@greggsulkin) em

“Animado para ir a bordo”

Let the fun begin! Happy to be on @youngandhungryseries @sadowski23

Uma foto publicada por Gregg Sulkin (@greggsulkin) em

“Que a diversão comece! Feliz por estar em “Young & Hungry”

CATEGORIA(S): GSBr

Confira abaixo a entrevista que Gregg concedeu para a Flaunt Magazine, em novembro de 2015:

Nós podíamos ser da realeza, mas nada seria nobre, e o ator Inglês Gregg Sulkin precisaria de uma nova classe toda sua. Como o galã Liam Booker no seriado da MTV, ‘Faking It’, ele é quente demais para seu próprio bem (ménage à trois, amassos, mágoas, oh Deus!). Embora Sulkin enfrente problemas de compromisso nas telas, na vida real, a estrela de 23 anos está orgulhosamente comprometida. Ele e Bella Thorne fecharam o rumor dos paparazzis exibindo abertamente seus afetos um pelo outro (sorrisos, beijos, e confissões em entrevistas, sim!). Sulkin carrega sua gostosura involuntariamente com uma calma graciosa. Em entrevistas, especialmente, ele é bem falado em saudações a sua arte – um método de atuação, ele mantém um sotaque americano enquanto grava ‘Faking It’. Fora do trabalho, por assim dizer, pode-se esperar que ele permanece gentil. Sim, Sulkin é profundamente interessado em futebol (o original, jogado com os pés). Embora nós apostamos que ele deixaria baixar a sua guarda, e soltaria seu sotaque padrão, nós colocamos as chances de vandalismo de Sulkin perto de zero.

Estamos encantados.

Apesar de uma nomeação ao Teen Choice Awards 2015 – Melhor Estrela de TV do Verão – e seu trabalho no próximo suspense adolescente ‘Don’t Hang Up’, o sempre-procurado Sulkin garantiu tempo para falar conosco.

Se você pudesse interpretar qualquer personagem, quem seria?

Honestamente, Bond. Que cara jovem não quer ser o fodão mais clássico? Veremos se acontece, mas é algo que sempre sonhei.

Eu acho que é bem importante nessa indústria ser seletivo com os papéis e projetos que consigo, é algo que sempre estou consciente sobre. Outro grande sonho meu é também produzir. Esperemos que nos próximos cinco anos, vou estar estrelando em algo tanto como produzindo.

O que está a vista?

Estou começando a gravar a terceira temporada de ‘Faking It’, que estou bastante animado. Tem sido uma experiência agradável e também uma honra estar trabalhando em uma série tão inovadora. O elenco e a equipe são de verdade como minha segunda família e nosso produtor Carter Covington é alguém que eu tenho o maior respeito.

Eu também tenho um filme de terror saindo chamado Don’t Hang Up, que deve sair em 2016. É um filme que estou bem orgulhoso. Nós filmamos em Londres, que foi uma experiência, principalmente porque eu consegui o trabalho na America, voei para Londres para gravar um filme que deveria ser baseado nos Estados Unidos e tive que ficar com meu sotaque Americano o tempo todo enquanto estava na minha cidade natal!

O material era bem sombrio e desafiador e acho importante como um ator se impulsionar para fora de sua zona de conforto.

Qual é a sua característica mais Britânica? Qual a coisa mais “Americana” em você?

Mais Britânica? Eu amo futebol. Sou um grande fã do Arsenal e acordo muito cedo nos fins de semana para assistir as partidas. Frequentemente recebo reclamações de barulho em hotéis porque estou gritando para a TV como um maluco!

Americana? Bem eu acho que muita gente em L.A vive um estilo de vida bem saudável e vão para a academia, acho que definitivamente adaptei isso para minha vida. Apesar de eu ser um grande comilão então não é fácil!

Descreva um dia perfeito.

Ninguém, na verdade, me perguntou isso antes! Idealmente, conversar com minha família pela manhã no Skype/Facetime, dirigir para o estúdio, ir para casa a tarde, assistir futebol e passar um tempo com minha namorada.

Você sente que as pessoas tem uma ligação pouco saudável com seus smartphones? Você poderia viver sem ele? Isso importa?!

100%. Vá a qualquer restaurante, boate, cafeteria e verá o vício por si mesmo.

A tecnologia deixou as pessoas mais próximas em certas comunidades ao redor do mundo, mas eu também sinto que contribuiu nas pessoas ficando preguiçosas e desleixadas com suas próprias amizades – é tão fácil falar com alguém por mensagem, em vez de se encontrar cara a cara.

Por um lado eu amaria viver sem ela. Por outro, fez coisas como viver em L.A. e se conectar com minha família do outro lado do oceano tão mais fácil.

Acho que é tudo sobre como você administra isso e percebe quando usar o smartphone e quando não usa-lo.

Qual foi o último conselho que sua mãe lhe deu?

Escove seus dentes. Certifique-se que está bonito e cheiroso.

Qual é a qualidade mais atraente em outra pessoa?

Acho que quando alguém está disposto a ser altruísta, isso para mim é bem atraente.

Como você toma seu chá?

Eu prefiro vitaminas, sendo honesto! Sei que sou Inglês mas eu, na verdade, não bebo chá diariamente.

Conte-nos sobre alguém que mudou o rumo de sua vida.

Ambos os meus pais; eles sempre me ensinaram a permanecer humilde e gentil. Eu gostaria de pensar que essas são duas qualidades que possuo. Eles sempre estiveram lá para mim e eles me permitiram, aos 17 anos de idade, me mudar para a América para fazer um programa de TV. Por esse motivo, sempre vou ser muito grato por eles me permitirem correr atrás do meu sonho. Eles acharam o equilíbrio certo entre serem protetores e cuidadosos, recuarem e me permitirem cair de cara no chão de vez em quando para que eu possa aprender com meus próprios erros. Além disso, meu irmão é meu melhor amigo e sou muito sortudo de tê-lo em minha vida.


Confira todas as imagens deste álbum

CATEGORIA(S): GSBr

No dia 15 de janeiro, foi o último dia de gravações da terceira temporada de Faking It, no mesmo dia houve uma festa de encerramento das gravações. Como não sabemos o futuro da série depois da sua 3ª temporada, Gregg publicou uma ‘carta’ para os fãs da série, confira:

…..& THATS A WRAP on Season 3! I first wanted to thank you all for watching the show over the past 3 seasons. Both cast & crew have worked with extreme passion and dedication to make this show something that we can all be proud of. I would like to dedicate Our 1 Teen Choice Award Win & 2 people’s Choice Nominations to all of the incredible fans who have supported us from Day One. It sounds cliche, but we wouldn’t have been able to do it without your unwavering loyalty. We have made a tv show that has hopefully inspired thousands of people to be themselves. To be proud of who they are & not judge others. Who knows what the shows fate is, however, if it ends here; it’s been a blast. We have had 3 great successful seasons where I have created very special friendships. If this journey ends, I hope you will all join me on my next one :) All the best GS @misterwillett @thekatiestevens @baileydeyoung #ritavolk #jeffmelman @mtv

Uma foto publicada por Gregg Sulkin (@greggsulkin) em

& CHEGAMOS AO FIM da 3 temporada!
Primeiramente eu gostaria de dizer obrigado à todos vocês por assistirem o show ao longo destas 3 temporadas. O elenco e a equipe trabalharam com extrema paixão e dedicação para fazer deste show algo de que todos se orgulham.

Gostaria de dedicar nossa vitória no Teen Choice Award e as 2 indicações no People’S Choice Award a todos os fãs incríveis que nos apoiaram desde o primeiro dia. Parece meio clichê, mas não seríamos capazes de fazer isso tudo sem a lealdade incomparável de vocês.
Nós fizemos um programa de TV que esperamos que tenha inspirado milhares de pessoas a serem elas mesmas. A ter orgulho de quem são e não julgar aos outros.
Quem sabe qual será o destino do programa, mesmo assim, se tiver acabado por aqui, foi uma ótima experiência. Tivemos 3 temporadas de sucesso, aonde criei amizades muito especiais.
Se essa jornada acaba aqui, espero que todos vocês se juntem a mim na próxima :)
Tudo de melhor.
GS

CATEGORIA(S): GSBr

Gregg lançou uma campanha intitulada “Little Liam Wants to Meet You” (o pequeno Liam quer conhecer você), cada camiseta vendida apoia os esforços da Smile Train de oferecer cirurgia para crianças nos países em desenvolvimento.

Acessem: Gregg Sulkin: “Little Liam Wants to Meet You” Charity Tee adquira a sua camiseta e colabore com essa campanha incrível. Para comprar tem que possuir um cartão de crédito internacional, e é por tempo limitado: Restam apenas 10 dias!

Confira alguns dos modelos da campanha:

sulkin

CATEGORIA(S): GSBr

Ontem, 09, Gregg Sulkin e sua namorada Bella Throne compareceram ao The Art of Elysium Presents Their 9th Annual Heaven, que aconteceu em Culver City na California. Confira todas as fotos do casal abaixo:

APARIÇÕES & OUTROS EVENTOS | APPEARANCES & OTHER EVENTS > 2016 > JANEIRO | JANUARY > 09/01 – THE ART OF ELYSIUM PRESENTS THEIR 9TH ANNUAL HEAVEN

CATEGORIA(S): GSBr

Confira logo abaixo a entrevista de Gregg, para a Teen Vogue, a qual ele fala sobre dirigir um filme, o aniversário de 18 anos de Bella Thorne, e o poder da rede social:

• Teen Vogue: Vamos direto ao assunto. Você é tão seguido nas redes sociais e em todas as suas fotos durante a Fashion Week, você só estava cercado de pessoas. Você já vivenciou fãs fanáticos pessoalmente?

Gregg Sulkin: Eu fui para Londres algumas semanas atrás e lá tinha fãs que eu não sabia que tinha. Então foi estranho e bem humilde, também. E então América do Sul é a pior, em relação a fanáticos, fãs carinhosos. Eu fiz uma viagem ao Peru e foi uma experiência de abrir os olhos. As pessoas estavam do lado de fora do nosso hotel, tentando arrombar. Nós estávamos ficando em um lugar religioso e as pessoas estavam tentando derrubar as paredes, tentando pular dentro de nossos quartos, quebrando portas. Foi insano, na verdade. Foi louco. Se eu estava assustado pela minha vida? Sim, mas no fim do dia, eu acho sim que eles sejam bastante apaixonados e carinhosos. Os seriados agora são financiados por todo mundo então é legal fazer parte dessa resposta em outros países.

• TV: Quais seriados geram mais respostas?

GS: Tirando dos três programas – Feiticeiros de Waverly Place, Pretty Little Liars e Faking It – eu diria Feiticeiros. Meu personagem foi tão único, e eu ganhei bastante da fã base da Selena. E as pessoas amam o programa, eles eram bastante fanáticos com isso. E o mesmo com Pretty Little Liars. Quero dizer, obviamente meu papel no show era diferente, foi mais pesado.

TV: E Pretty Little Liars é um cast bem unido, então é bem difícil de se misturar. Você ainda mantém contato com Selena?

GS: Se eu vê-la, eu vou obviamente dizer um olá e dar um grande abraço, mas na verdade não. Eu acho que quando você trabalha junto, você vê tanto um ao outro e então depois que nós terminamos de gravar Feiticeiros, ela saiu em turnê por uns 6 ou 9 meses, e nós também temos agendas e um círculo de amizades diferentes. As pessoas tem sua própria vida e seus diferentes grupos de amigos então eles seguem em frente depois que eles param de trabalhar juntos.

TV: O que você faz com os seus amigos?

GS: Eu tenho um grupo de amigos bem interessante. Algum deles não está na indústria, o que é bom. Eu meio que gosto de ter esse balanço. Um tem um restaurante em Hollywood, um é um agente de esporte, o outro é um fotógrafo. Eu tenho alguns “amigos atores” mas eu nunca seria amigo de alguém só por fazerem parte da indústria. Eu escolho meus amigos porque eles são pessoas legais, não pelo que eles fazem. Mas somos bem discretos. Eu sinto que ir a boates em L.A. nunca foi minha cena de qualquer jeito, então eu tento manter minha cabeça baixa e fazer coisas mais simples.

TV: O que você faz em vez disso?

GS: Eu jogo muitos esportes. Eu jogo muito futebol, ou vou a praia com amigos. Eu não tenho uma família por aqui, então eu não posso fazer tantos jantares em família, mas eu vou sair com meus amigos, ou com a família da minha namorada. Isso é meio o que eu tento fazer. Eu assisto filmes e vou bastante a shows de comédia. Tem o Laugh Factory e o Improv e eu vou em ambos, mas eu sempre esqueço qual é qual.

Outro dia eu vi Jonathan Kite, de 2 Broke Girls. Ele é um dos mais engraçados stand ups que eu já vi na minha vida. De repende eu estou no banheiro e eu vejo ele, e eu estou tipo “Bom trabalho, eu achei aquilo muito engraçado, foi incrível.” E então nós começamos a falar, e aconteceu de nós conhecermos as mesmas pessoas e de repente agora nós somos bons amigos, e mandamos mensagem todo dia. E que cara legal. Então eu sempre tento ir em shows de comédia. Ser engraçado é uma coisa tão legal. Fazer as pessoas rirem é de tanto talento, especialmente quando você é chamado pra fazer isso. E eu tenho tanto respeito por ele, e também por todos os comediantes. Eu acho que é tão difícil.

TV: Você faria stand up?

GS: Eu faria se eu fosse engraçado o suficiente. Acho que é talento. Como atuar, como qualquer coisa, você tem que ter aquele dom naturalmente e então você tem que aprender e trabalhar bastante por isso. E eu acho que comédia, mais do que qualquer coisa, você tem que falhar centenas de vezes. Eu acho que Chris Rock disse que os primeiros três anos de stand up, ele não conseguiu uma risada. E agora, ele é Chris Rock. Pessoas cometem erros e você tem que segui-las para ver onde eles terminam.

TV: Em termos da sua carreira, você já esteve nesses três programas enormes, você está começando a se ramificar e tentar papéis diferentes?

GS: Eu definitivamente sinto que é para onde minha carreira está indo. MTV é uma rede um pouco mais velha, e o material que lidamos é um pouco velho. O que eu gosto de Faking It é que lidamos com tópicos que precisam ser falados. A comunidade LGBT é obviamente importante e precisamos focar nisso, e esperamos que as pessoas sintam que podem ser elas mesmas depois de assistirem o seriado. Mas nós também temos o personagem “intersex” da Bailey, e o personagem de Michael é gay. O personagem de Rita está tentando descobrir sua sexualidade. E meu personagem está lidando com certos problemas de família e outros problemas disfuncionais, e eu acho que existem tantas cores de nosso programa que são verdadeiros problemas que as pessoas enfrentam. Espero que todo mundo possa se relacionar com o programa.

TV: Existe qualquer coisa que é realmente falado com você a partir do programa?

GS: Eu acho que abriu meus olhos bastante para coisas como racismo e julgar as pessoas pela sua sexualidade. São coisas ignorantes, e definitivamente abriu meus olhos. Comentários que eu teria dito aos 15 anos – não em um termo depreciativo, mas um deslize da língua – eu definitivamente não diria agora. Você não percebe o quão ofensivo essas coisas podem ser. Então por sorte o programa me permitiu ser um pouco mais preocupado com as outras pessoas e seus sentimentos, e o que é certo, e o que você pode dizer e não pode dizer. Por sorte me fez um pouco mais maduro, me fez uma pessoa melhor.

TV: Você acha que o jeito que as pessoas abordam esses problemas é diferente, entre os Estados Unidos e o Reino Unido?

GS: Eu sinto que Los Angeles em particular é alguns anos adiante dos lugares. Em Londres, é aceito mas é talvez ainda um pouco julgado considerando que em Los Angeles é muito mais aceito. Eu não tenho estado muito ao redor dos Estados Unidos. – tenho certeza que algumas partes dos EUA não são muito aceitáveis e ainda julgadoras, então esperançosamente… Alguém tem que estabelecer a tendência, e eu espero que estejamos fazendo isso. Ou que estamos ajudando a fazer isso e atingir essa meta.

 

TV: Você já tem algum sinal das próximas coisas depois do programa?

GS: Eu tenho um filme chamado Don’t Hang Up o qual foi bem intenso de gravar. Nós tivemos dois diretores fantásticos, e quando recebemos o script, nós pensamos que iria ter bastante potencial. Não era só um filme de terror sangrento, eles tinham uma visão bem legal e cenas tão legais. Eles iriam através de portas e janelas, e pequenos buracos de fechadura, foi muito interessante. Eu amei trabalhar com eles.

Nós gravamos em Londres, e a parte mais difícil da minha carreira até hoje seria fazer o sotaque americano e interpretar um personagem americano, enquanto vivia em Londres – a qual é minha língua natural – ouvir minha língua natural ao redor do set, mas ficar com um sotaque americano. Eu tive que fazer uma hora ou duas de ADR a mais que eu normalmente faço, por razões óbvias. E o material era meio pesado, no que diz respeito a ver mortes na tela e pessoas morrendo em seus braços, era muito para lidar, mas estou muito orgulhoso do filme. Eu acho que as pessoas vão gostar. Te mantém preso em seu assento, o tempo de execução não é tão longo, e eu acho que as pessoas vão curtir.

Eu também estou trabalhando com Smile Train. O porquê de eu querer fazer caridade é que a minha mãe, quando me teve, rezava todas as noites para que eu não terminasse com uma “Fissura Labial”, e é nisso que essa caridade foca. Todo dia quando eu era criança, ela costumava me lembrar a ser grato. Ela falava, “você tem um sorriso muito lindo.” E quando eu contei a minha mãe sobre, ela disse, “Eu não posso deixar você não fazer isso.”

A melhor coisa sobre a caridade é que até as coisas mais simples mudam a infância de uma pessoa, e os dá confiança e modela quem eles são, para que eles não tenham vergonha de si mesmo. E você pode morrer, o que é bem assustador. Consertar uma Fissura Labial custa 25o dólares, e eu sei que é muito para algumas pessoas, até em Los Angeles. Ao invés de ir para um jantar muito bom, só ajude alguém. Só pequenos sacrifícios.

E então obviamente nós estamos voltando para a terceira temporada de Faking It. Eu não faço ideia do que está acontecendo além do meu personagem poder estar encontrando seu lado religioso, o qual eu acho engraçado. Eles estão meio que se baseando na minha infância, e mergulhando nas minhas raízes judaicas e eu acho isso muito engraçado. Tem muita graça em alguém tentando virar um Judeu que não sabe nada da religião. Eu acho que todos esses jeitos de identificar são o que fazem as pessoas quem elas são, é isso que as faz únicas.

TV: Você está se preparando para o aniversário da Bella?

GS: Estou fazendo uma surpresa para ela, que vai ser muito, muito fofa, eu espero. E eu acho que ela vai aproveitar. Ela está em Vancouver então ela vai voar até Los Angeles para seu aniversário. Ela está em uma situação um pouco mais única que da maioria das pessoas com 18 anos, ela tem muitos olhares em cima dela, mas ao mesmo tempo, é algo que ela esperou toda a sua vida, então estou feliz de poder compartilhar disso com ela e sua família e amigos. Deve ser divertido. Embora eu esteja animado para minha surpresa, espero que ela aproveite.

TV: Idade adulta é uma daquelas coisas que as pessoas ainda estão constantemente navegando. 

GS: Eu concordo completamente. Eu me mudei quando tinha 17 e eu sei que quando fiz 18, de repente, não haviam desculpas. É uma daquelas coisas onde os últimos cinco anos me fizeram crescer tanto, e espero, formar quem eu serei quando mais velho, e quando tiver uma família. Foi muito fácil para mim conseguir um empresário, por exemplo, e eles são de tanta ajuda e incríveis, mas ao mesmo tempo, eu vou ser pai um dia e tenho que ensinar meu filho algo. Então se eu não sei, como eles vão saber?

 

Always nice chatting to @teenvogue #nyc

Uma foto publicada por Gregg Sulkin (@greggsulkin) em

 

TV: Qual é a coisa mais importante que você aprendeu como adulto? Ou as 5 mais?

GS: Humildade é tão importante. Gastar dinheiro com sabedoria é também bem importante e acho muito difícil, especialmente se você cresceu sempre querendo ter muito dinheiro, e de repente você tem, obviamente sua reação imediata é comprar todas as coisas que você quer. Só tente ser o mais sábio possível. Obviamente se divirta, você é jovem e quer vivenciar relacionamentos e amor e todas essas coisas, mas ao mesmo tempo, alguns erros muito caros agora vão formar sua vida, então é só tentar manter isso em mente, eu acho, o que eu tenho tentado me lembrar diariamente em Los Angeles, onde há uma bolha social. Há muitas distrações diferentes, e se você não tem uma cabeça forte e uma boa criação, ou bom foco, você perde de vista tudo de realmente importante.

TV: Você já viu seus fãs passando por isso pelas suas redes sociais? Você fala disso com eles?

GS: Sim, sim. Instagram para mim é difícil porque você vê tantos comentários, é impossível de responder, considerando que Twitter é mais envolvente. Eu gosto de ouvir suas histórias, eu vou estar tipo, e aí, qual é, a coisa mais engraçada aconteceu comigo esse final de semana, histórias legais, momentos tristes. Eu tento ouvir e falar com as pessoas.

É triste, mas tinha essa garota que estava bem triste, e não sabia o que fazer consigo mesma. A melhor coisa das pessoas pensarem que você é uma celebridade, em minha opinião, é ter uma divulgação e ser capaz de alcançar as pessoas mais que os outros, e você pode ajudá-las com isso. Quando essa garota me contou o que estava acontecendo, eu contei a minha mãe e foi tipo, “Eu não sei o que ela vai fazer”, e ela disse, “Sabe, isso é parte do seu trabalho, tentar e inspirar pessoas e fazer coisas.” Então isso foi legal. Mesmo que foi bem profundo e no final – não estou tentando dizer que sou um salva-vidas de jeito nenhum, mas é um jeito de dar conselho as pessoas e inspira-las.

E eu sou inspirado por eles, também. Vou virar para as pessoas e ficar tipo “ugh, estou tendo o pior dia de todos”, e vou online e percebo que a vida é ótima e que pessoas são legais. E eles me ajudam tanto. Outro dia, eu estava tentando concentar meu alarme detector de fumo. Eu fiquei tipo, “dane-se youtube, vamos falar com as pessoas”. Então eu fui para o Twitter e perguntei, “gente, eu tenho um pequeno problema, alguém sabe?” E eles foram tão carinhosos. Me enviaram links, eles foram incríveis. E meu alarme detector de fumo está funcionando perfeitamente e graças aos meus fãs.

 

TV: Você não pode subestimar o poder do Twitter e DMs.

GS: E muitos relacionamentos acontecem através de DMs também, embora eles sejam bem perigosos.

TV: Quer dizer que desliza nas DMs?

GS: Sabe o que é? As vezes eu acho que as pessoas não encontram seu amor verdadeiro como antigamente. Porque se você conhecer uma garota ou um garoto e você está muito envergonhado para conseguir seu número, ou algumas pessoas são tímidas, então a DM é perfeita. Você só os lança uma pequena mensagem, “oi, bom te conhecer” – isso não sou eu falando, só hipoteticamente. E feito. Então o constrangimento de ser rejeitado foi de repente embora. É genial.

TV: Eu iria quase imaginar que as DMs são mais seguras que o Tinder.

GS: Isso é o que eu sinto de apps de relacionamento: Acho eles excelente, se você tem a mentalidade certa sobre eles. Se você tem boas morais e bons princípios, e segue querendo encontrar alguém para o amor, vá em frente. Acho eles geniais e expande seus horizontes, expande suas…escolhas é uma palavra terrível, mas expande seu potencial.

TV: Mas também tem aquela teoria que Azis Ansari mostrou em seu livro, que agora porque temos tantas escolhas, nós não temos que escolher.

GS: Eu concordo completamente com isso. Um dia eu gostaria de dirigir algo. Há um pequeno filme que eu e meu amigo escrevemos. É chamado de Heart Emoji e é todo sobre como o que as pessoas acham que é amor esses dias, não é amor. Para mim, amor é uma ação. Eu posso dizer a alguém que o amo, mas se eu não mostrar, eu não amo. E para mim, o que você acha de um emoji de coração em um celular que te enviaram…eu prefiro ligar, esse tipo de coisa. A rede social inteira e aspectos digitais das coisas afeta o relacionamento das pessoas, e você tem que lembrar a si mesmo a talvez voltar alguma décadas e tentar fazer o que eles faziam, escrever um bilhete a mão e coisas assim. Essas coisas são cheias de significados e eu acho que enviar um coração por mensagem é bem fofo, mas é a coisa mais fácil de se fazer.

TV: Tendo um relacionamento, e então ter pessoas que querem se intrometer, você se sente invadido?

GS: Eu nunca prestei muita atenção nisso. Sempre tentei ser eu mesmo, e então se as pessoas dizem coisas, elas dizem coisas. É bem fofo que as pessoas gostam de nós juntos e ter o apoio, claro, mas mesmo se não gostassem eu ainda estaria com ele. Não importa.

TV: Se você está deixando completos estranhos ditarem seu relacionamento, é realmente um relacionamento?

GS: Não, é como ter… é como qualquer coisa na vida. Se você faz coisas pelos outros então você nunca vai ser feliz. Você tem que fazer as coisas por você e se as pessoas aceitarem, então são as que você deve manter por perto. E confie em mim, eu também não sou perfeito de nenhuma maneira, mas estou tentando fazer isso, quer eu consiga ou não.

 


Confira todas as imagens deste álbum

 
ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS & PORTRAITS > 2015 > TEEN VOGUE POR RYDER SLOANE

CATEGORIA(S): GSBr

ATUALIZAÇÕES DA GALERIA!

O Gregg Sulkin Brasil é um fã-site oficial, administrado por fãs do ator Gregg Sulkin. Nosso objetivo é atualizar e entreter os fãs. Todas as imagens que aparecem no site são reproduções de outros sites e não reivindicamos nenhum crédito, a não ser que especificado.

PARCEIROS

Riverdale Brasil

PARCEIROS

Bob Morley Brasil

PARCEIROS

Portal Faking It Brasil

PARCEIROS

David Henrie Brasil

PARCEIROS

Emma Roberts Brasil

PARCEIROS

Sense8 Brasil
VISITE:

Sense8 Brasil

PARCEIROS

Vanessa Hudgens Brasil

PARCEIROS

Dylan O'Brien Brasil

PARCEIROS

Britt Robertson Brasil

PARCEIROS

Colin O'Donoghue Brasil

PARCEIROS

Tyler Hoechlin Brasil